Livro de Ester (Parte I)

12:09:00

Ester Livro da Biblía Bíblia Sagrada Mulheres da Bíblia Jovens Deus Vida Cristã referência Velho testamento Antigo testamento
Essa semana decidi ler o livro de Ester. O décimo sétimo livro da Bíblia, Antigo testamento. Apesar de já conhecer a história e já ter lido o livro de Ester outras vezes, me surpreendi ou talvez percebi com mais clareza, alguns pontos importantes sobre o relato contado no livro. Creio que tudo que acontece em nossas vidas é, em porcentagem, 50% de responsabilidade das nossas ações e escolhas, e os outros 50% da vontade de Deus para conosco. Você pode facilmente questionar essa minha lógica. Porém, como eu havia alertado, é um pensamento pessoal.

Na história relatada na Bíblia, não se conta detalhadamente quem era Ester antes de chegar ao Palácio e se tornar rainha. As informações que temos são as necessárias para compreender a narrativa. Ester era uma jovem órfã, que perdeu seus pais por um motivo que não sabemos, e foi criada por seu primo Mardoqueu. Por ser do povo hebreu, Ester praticava a religião de sua família, o judaísmo.

Versículo Mordecai Ester Livro da Biblía Bíblia Sagrada Mulheres da Bíblia Jovens Deus Vida Cristã referência Velho testamento Antigo testamento
Quais eram os sonhos de Ester, sua perspectiva para o futuro, seus pensamentos sobre o mundo ou sobre o seu próprio povo? Sabemos apenas que ela vivia uma vida simples, rotineira, realizando tarefas convertidas naquela época as jovens mulheres. Como era ainda solteira, podemos seguir a lógica que sua perspectiva era se casar com um bom rapaz de seu próprio povo e constituir família.

Porém essa perspectiva de futuro é interrompida, quando o rei da Pérsia, da cidade de Susã, onde residia o povo hebreu, teve um desentendimento com sua rainha e decidiu escolher outra para ocupar o posto. Disso, resultou em uma convocação forçada as todas as donzelas do reino para passarem por uma seleção a qual o rei escolheria sua nova rainha. Nisso, Ester foi retirada de sua casa e seus planos, forçadamente para concorrer junto a outras dezenas de mulheres jovens e belas o posto de companheira do rei. Porém, como o povo hebreu era cativo na Babilônia, Ester teve que esconder a sua identidade judia.

Será que foi isso que Ester sonhou para sua vida? Certamente não. Pelo que imagino, nada estava acontecendo como o planejado pela jovem. 

Mais para frente, entenderemos melhor o porquê desses acontecimentos inusitado na vida de uma jovem judia órfã. E nesse período, nós podemos refletir sobre o que acontece em nossas vidas e sobre o propósito de Deus com o que acontece conosco. Ele nos ensina a ter paciência e agir com fé, observando os momentos em que devemos tomar as decisões corretas e necessárias.

As observações sobre o livro de Ester continuam...
Siga o blog e acompanhe essa história comigo.

You Might Also Like

0 Cerejas

Então, o que você me diz? Compartilhe comigo a sua opinião!